quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Feridas originadas por agulhas de seringas

Estas feridas produzem-se quando as agulhas das seringas penetram na pele.
Como podem ter as crianças contacto com estes utensílios?

Em casa,se algum familiar as utiliza, ou encontrando-as num parque ou local público.
A regra essencial é ensinar as criança a não tocar em seringas e caso encontre uma, a avisar de imediato um adulto. O risco essencial, é que a agulha possa estar infectada por HIV, Hepatite B ou C. No entanto existem diversos factores que condicionam este risco, tais como: o tempo decorrido depois da seringa ter sido deitada fora, se causou uma ferida profunda na criança ou se a agulha estava fixada a uma seringa onde se encontrava sangue.
É importante os pais dirigirem-se de imediato a uma unidade de saúde com a criança ferida, se aconteceu um acidente deste tipo. O médico aí indicará as medidas e testes a serem efectuados, para detectar eventuais problemas.
O que fazer para evitar este tipo de acidentes?
.Ensine o seu filho a nunca tocar em seringas ou agulhas
.Ensine-lhe a informar um adulto confiável (um familiar, um professor, um polícia) se encontrar uma seringa ou agulha.
.Os adultos que encontrarem agulhas ou seringas devem assegurar-se que são retiradas de imediato e com segurança, recorrendo aos serviços de Higiene Urbana da área.
.Todos nós devemos exercer esta vigilância e verificar a limpeza e segurança de parques, escolas e outros espaços públicos

2 comentários:

Criancices disse...

Um tema muito pertinente.
Deixam-se seringas pelo chão em lugar onde as crianças acabam por ir, porque a proximidade do estabelecimento escolar, por vezes, faz a oportunidade, fazendo com que os pais temam pela saúde e bem-estar dos filhos. Parabéns pela iniciativa.

Tinoni disse...

Obrigada pelo comentário:) A ideia base é que todos sem excepção temos que velar pela saúde e segurança dos mais pequenos.